Início da alimentação complementar


Categoria: Artigos
Publicado em:

Quando começar, qual alimento oferecer, qual a quantidade, são dúvidas frequentes dos pais de primeira viagem. O ideal seria iniciar a alimentação complementar por volta dos 6 meses de idade, porém em algumas situações é necessário iniciar antes.

O ideal é iniciar a alimentação complementar com as frutas, mais especificamente pelos sucos de fruta natural. Dê preferência as frutas cítricas, como laranja, limão e acerola, que são ricas em vitamina C. Pode-se também misturar frutas e verduras, suco de laranja com cenoura e suco de limão com couve. Inicialmente os sucos devem ser oferecidos entre as mamadas da manhã, e pode ser servido à criança com o auxilio de uma colher, copinho ou mamadeira. A quantidade é bem pouca, aproximadamente 20 ou 30ml, esta quantidade varia de criança para criança. É comum a criança recusar ou fazer cara feia quando experimenta pela primeira vez determinado alimento. Essa reação é causada devido ao fato da criança não estar acostumada ao sabor do novo alimento. Portanto, se a criança não aceitar o suco hoje, tente novamente no dia seguinte.

Após cerca de 10 a 15 dias da inclusão do suco na alimentação da criança pode-se iniciar a papa doce no cardápio. O ideal é iniciar a papa doce antes da mamada da tarde. Essa papa doce seria uma banana amassada, maçã raspada, mamão amassado, pera raspada…

Inicialmente não misture as frutas para que a criança acostume e aprenda a diferenciar o sabor de cada fruta, após um tempo pode-se começar a misturar as frutas para que a criança acostume com novos sabores. Respeite a vontade e o apetite da criança, não insista mais de três vezes se ela virar o rosto e deixe que ela socialize-se com o alimento. Pegar o alimento com a mão, amassar é normal desde que não vire brincadeira e passe dos limites do saudável.

O primeiro almoço, após um mês da introdução das papinhas doces no cardápio da criança é hora de iniciar as papas salgadas. A papa salgada inicialmente deve ser oferecida na hora do almoço por volta do meio-dia. Uma dica é não oferecer leite logo após a papa salgada, pois o leite oferecido neste horário prejudica a absorção de ferro proveniente dos alimentos como a carne e o feijão. Para aumentar a absorção de ferro e combater a anemia o ideal é oferecer um suco de fruta natural que seja fonte de vitamina C.

Quando oferecer o primeiro jantar? Após o bebê estar adaptado com o almoço, o que ocorre entre duas a quatro semanas da introdução do almoço. A refeição deve ser praticamente igual ao almoço, porém com a adaptação a criança poderá também comer grãos bem cozidos como arroz, feijão e lentilha.

Após toda esta adaptação do almoço e jantar, a criança deverá mamar três vezes ao dia (de manhã, à tarde e à noite), além de todas as refeições citadas acima.

Com a correria do dia a dia, torna-se difícil preparar a refeição da criança todos os dias, por isso a dica é cozinhar cerca de quatro porções de uma só vez. É só congelar. Para armazenar, não se esqueça de ferver o recipiente, inclusive a tampa e a colher utilizada para evitar riscos de contaminação. Encha o pote o máximo possível, para que não entre ar e assim preserve a qualidade do alimento. Use uma bacia de gelo para resfriar e parar o processo de cocção e depois congele.